Saúde Mental permeará discussões na Semana de Conscientização do Setembro Amarelo

O mês de setembro traz consigo a responsabilidade de se discutir temas ligados à prevenção ao suicídio, o qual pode ser ocasionado por diversos transtornos que afetam a saúde mental dos indivíduos.

Com o objetivo de evidenciar o assunto e conscientizar estudantes, colaboradores, professores e membros da sociedade civil, o Unisba se mobilizará para discutir a saúde mental a partir da ótica de diversas formações profissionais tais como Biologia, Direito, Psicologia e Terapia Ocupacional.

Para isso, acontece, entre os dias 19 e 23 de setembro, a Semana de Conscientização do Setembro Amarelo, que traz eventos digitais e presenciais, gratuitos e com certificação, para compor esse período que promete envolver toda a instituição.

 

Confira abaixo a programação:

 

19/09 | 18h30 | Instagram: @unisbaoficial

Live – Saúde mental em contextos educacionais

O bate-papo entre os dois convidados, além de fazer a abertura da Semana de Conscientização do Setembro Amarelo, vai tratar o mal-estar que vive a educação brasileira e abordar o convívio nas escolas e faculdades. Será feita uma avaliação de como anda a aprendizagem e a autoestima a partir de modelos de relacionamento e de autoridade na sala de aula e trará ações estratégicas para minimizar impactos de transtornos mentais e melhorar a saúde mental das pessoas em ambientes de convívio, a fim de serem promotores de bem-estar para auxiliar a convivência, melhorar os indicadores da educação e auxiliar na formação da identidade das pessoas envolvidas no contexto educacional.

Sobre os participantes:

Prof.ª Dr.ª Márcia Amorim

Graduada em Ciências Biológicas, mestra em Epidemiologia e doutora em Administração. Possui larga experiência em docência no Ensino Superior e em consultoria e gestão educacional. Atualmente, é a reitora do Centro Universitário Unisba.

Prof. Me. Antônio José Tavares Lima

Graduado em Psicologia e História, com especialização em Educação, Cultura, Estética e Semiótica e mestrado em Educação e Contemporaneidade. Possui formação em Mediação de Conflitos e em Terapia Cognitiva Pós-racionalista. É professor, pesquisador, psicólogo escolar e clínico, palestrante e consultor e atua há mais de 25 anos em contextos educacionais da capital e do interior do estado, nas esferas pública e privada. Autor de vários artigos científicos e do livro: Violência e mediação de conflitos na escola.

 

20/09 | 18h30 | Instagram: @unisbaoficial

Live – Os Direitos dos Portadores de Transtornos Mentais

Nesta palestra, a advogada Carolina Orrico vai trazer os direitos que os portadores de saúde mental têm, tratando pelo viés de se tratar de um direito humano fundamental do cidadão, previsto na CF (Constituição Federal) de 1988, que assegura o bem-estar mental, a integridade psíquica e o pleno desenvolvimento intelectual e emocional do indivíduo e que deve ser assegurado pelo Estado, conforme o artigo 196 da CF. Em consonância com os ditames constitucionais, no Brasil a Lei 10.216 de abril de 2001, dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Nesse sentido, nossa live irá abordar como a lei protege o direito das pessoas com transtornos mentais, tais como o transtorno bipolar dentre outros.

Sobre a participante:

Prof.ª Dr.ª Carolina Orrico

Advogada, professora em cursos de graduação e pós-graduação. Mediadora Judicial, coordenadora do curso de Direito do Unisba, vice-presidente da Comissão de Educação Jurídica da OAB/BA, especialista em Direito do Estado, mestra em Políticas Sociais e Cidadania e Doutora em Ciência da Informação. É membro do Grupo de Estudos de Informação Digital, Ensino e Aprendizagem – GEIDEA/PPGCI/UFBA.

 

21/09 | 18h30 | Auditório do Prédio Central – Unisba (evento presencial)

Setembro Amarelo: Estenda a mão para esta causa

Nesta palestra, a Terapeuta Ocupacional Patrícia Luciane Santos de Lima, irá sensibilizar os presentes acerca do tema saúde mental a partir de uma explanação sobre a importância das ações preventivas de combate ao suicídio, o reconhecimento de quadros depressivos, a comunicação efetiva e a ajuda especializada, quando necessária, para solucionar quadros conflitantes.

Sobre a participante:

Ma. Patrícia Luciane Santos de Lima

Graduada em Terapia Ocupacional, é conselheira federal do COFFITO, onde já foi vice-presidente. Especialista em transtornos mentais, mestra em Psicologia da Infância e Adolescência e doutoranda em Ciências da Saúde.

 

 

22 e 23/09

Atividades pedagógicas voltadas aos estudantes dos cursos de graduação do Unisba.

Contamos com a sua participação!

 

 

Compartilhar:
Rolar para cima