Casos de Sucesso – Mateus Brito e a dedicação à saúde coletiva

Publicado em 7 de fevereiro de 2020.

A aprovação de Mateus Brito em 1º lugar no Programa de Residência Multiprofissional com Ênfase em Saúde da População de Campo vem coroar uma trajetória acadêmica exemplar do fisioterapeuta formado pelo UNISBA. Único no Brasil com essa temática, o Programa da Secretaria de Saúde de Pernambuco, em parceria com Universidade de Pernambuco (UPE), recebeu mais de seis mil inscritos nas áreas da Saúde. Mateus foi o primeiro colocado em Fisioterapia.

Serão dois anos de dedicação exclusiva como bolsista do Ministério da Saúde, atuando entre os municípios de Caruaru e Garanhuns, no agreste pernambucano. “Além de aprofundar o conhecimento na saúde coletiva, vou atuar como fisioterapeuta em unidades básicas de saúde, na zona rural”, explica Mateus. Fazem parte das populações atendidas pelo programa as comunidades quilombolas, indígenas, ribeirinhas e integrantes dos movimentos dos sem terra e dos atingidos por barragens.

PROTAGONISMO

Natural de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, o fisioterapeuta de 24 anos de idade tem uma história que serve de motivação para todo estudante. Mateus conseguiu protagonismo dentro do UNISBA nas áreas da iniciação científica, monitoria e no esporte, além do movimento estudantil. Fora da faculdade, ele ainda atuou como voluntário na Brinquedoteca do Hospital Martagão Gesteira e no Núcleo de Apoio ao Combate do Câncer Infantil (NACCI).

Seu trabalho de conclusão de curso também merece destaque. Discutiu o processo de inclusão escolar das crianças com Síndrome Congênita do Vírus da Zika. Para isso, Mateus fez um importante trabalho de campo em escolas públicas municipais de Salvador, entrevistando mães, professoras, diretoras das escolas e auxiliares do desenvolvimento infantil. “A contribuição do trabalho foi oferecer ao município um mapa de como estava sendo o processo de inclusão (das crianças), para se propor políticas públicas”, detalha.

INFLUÊNCIAS

Segundo o fisioterapeuta, sua origem humilde do interior da Bahia foi uma grande influência para se dedicar às temáticas sociais e, consequentemente, à saúde coletiva. Ele foi a primeira pessoa da família a se formar na faculdade. “Quando a gente vem dessa realidade e acessa espaços que, historicamente, não foram acessados por pessoas de onde venho, nosso olhar já busca estas temáticas. Só consigo pensar em reproduzir isso para as pessoas em vulnerabilidade”, justifica.

A formação humanista e cidadã do UNISBA também foi um catalisador, além de contribuir para uma boa análise curricular no Programa de Residência da UPE. “No UNISBA encontrei um terreno fértil para despertar meu olhar para questões sociais e politicas, mais comuns em universidades públicas. A Instituição oferece programas de qualidade em atividades extracurriculares e um ensino diferenciado. Isso foi extremamente importante para que eu conseguisse a aprovação”, destaca.

Mateus ainda achou tempo para se destacar como atleta de vôlei do UNISBA, conquistando pelo FSBA/E.C.Vitória o bicampeonato baiano juvenil, o bicampeonato baiano adulto, o campeonato Norte/Nordeste sub-23 e o Baiano de vôlei de praia sub-21. Pelo esporte universitário, ele também foi tricampeão baiano, bicampeão baiano de vôlei de praia e campeão do Beach Games (duplas).

Um verdadeiro exemplo de como aproveitar a vida universitária para multiplicar e disseminar conhecimento, além de oferecer uma importante contribuição científica à sociedade. Parabéns, Mateus!

Últimas Notícias