UNISBA recebe pela oitava vez selo Socialmente Responsável

Publicado em 12 de dezembro de 2019.

Pelo oitavo ano seguido, a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) certifica o Centro Universitário UNISBA como instituição socialmente responsável. Desde 2012, como Faculdade Social da Bahia, e hoje como centro universitário, a Instituição tem a importância de suas ações e de seus projetos de relacionamento com a comunidade reconhecida pela ABMES, que desenvolve há 15 anos a Campanha da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular.

– Durante todo o ano, o UNISBA desenvolve uma série de ações e projetos em diversas áreas, com saúde, direito e educação, que beneficiam toda a comunidade sob sua influência, como por exemplo:

– Os atendimentos das Clínicas-Escola de Fisioterapia e Psicologia e do Núcleo de Práticas Jurídicas

– Os projetos de atividade corporal, dança e movimento para jovens, adultos e pessoas idosas da comunidade

– O projeto Esporte Adaptado, que desenvolve a prática do basquete em cadeira de rodas

– As ações de doação de sangue realizadas em parceria com a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba)

O UNISBA ainda oferece diversas outras atividades de extensão, todas abertas à comunidade, como as que foram realizadas durante a Semana da Responsabilidade Social, em meados de setembro:

– Workshop “É importante ter conhecimento em primeiros socorros?”

– Palestra Pública “Humanização na área da Saúde”

Demandas sociais

A formação humanizada e o foco em projetos de interação social são pontos de destaque no projeto educacional do UNISBA. “Esse selo faz parte da essência e do DNA da nossa instituição”, diz a professora Letícia Andrade Castro, coordenadora de Pós-Graduação e Extensão do UNISBA.

Ela destaca uma das principais características da formação oferecida pela antiga Faculdade Social da Bahia, hoje UNISBA, que é a atenção e dedicação às demandas sociais da comunidade. “Tem tudo a ver com essa imersão da Instituição na sociedade, que interfere positivamente na qualidade de vida das pessoas”, diz.

Últimas Notícias